Loading...
Skip to content
Educação financeira

Como formar consumidores conscientes desde a infância

Reciclagem consumo consciente

 Frases como “papai, compra isso?”, “mamãe, compra aquilo?”, fazem parte do cotidiano das famílias com crianças, mas, por mais que os pequenos pareçam imaturos para compreender o valor do dinheiro, é importante o incentivo ao consumo consciente desde a infância. Ninguém nasce consumista, e a educação financeira, desde os primeiros anos, é essencial para formar cidadãos conscientes.

Para isso, é preciso ir além do “não” aos pedidos dos filhos. A negação deve vir acompanhada de uma explicação sobre o limite de gastos e a necessidade dos bens desejados, e que cada compra equivale a um valor em dinheiro, que precisa ser conquistado com esforço. Vale lembrar que os pais e cuidadores são exemplos para as crianças. Então, uma dica é planejar as compras e conter os impulsos.

E o consumo consciente não se resume a evitar o consumismo, mas envolve sustentabilidade e impactos sociais. A reciclagem e a reutilização são práticas que podem ajudar no desenvolvimento das crianças. Separar o lixo de casa, por exemplo, é uma boa prática para ensinar os pequenos sobre a importância da reciclagem. Brinquedos que não fazem mais parte da diversão e roupas que ficaram pequenas podem ser doados ou trocados.

No dia a dia, é importante ensinar as crianças sobre os impactos ambientais, e os custos, da água e da luz. Apagar as lâmpadas quando não for necessário e fechar a torneira durante o banho são bons exemplos e servem de tema para levantar a discussão em casa. E as refeições podem ser momentos para ensinar sobre desperdício. O restinho de comida que fica no prato serve de exemplo do que não deve ser feito, pois a produção de alimentos envolve uma ampla cadeia produtiva com impactos no meio ambiente.

 Leia mais sobre educação financeira e previdenciária 

Fundação Petrobras de Seguridade Social - Petros - CNPJ 34.053.942/0001-50

 Rua do Ouvidor, 98, Centro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil CEP 20040-030

 Central de Relacionamento: 0800 025 35 45 e 3529-5550 (ligações de celular) - dias úteis das 8h às 20h

 Envie um e-mail