Loading...
Skip to content
Governança / Comitês de assessoramento
Comitês de assessoramento

A Petros conta com comitês para assessorar e apoiar o processo de tomada de decisão do Conselho Deliberativo. Estes comitês são essenciais para fortalecer a governança na Fundação. Conheça-os.

Comitê de Auditoria

Em cumprimento à Resolução 27/2017 do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC), a Petros conta com um Comitê de Auditoria. Instalado em novembro de 2018, o Comitê de Auditoria tem a finalidade de assessorar o Conselho Deliberativo (CD), instância máxima de governança da Petros.

Entre suas principais atribuições estão a revisão das demonstrações contábeis; a avaliação da efetividade das auditorias independente e interna e da aceitação pela Petros de recomendações feitas pelos auditores independentes e pelos auditores internos ou as justificativas para não aceitação; a recomendação de correção ou aprimoramento de políticas, práticas e procedimentos; a avaliação e o monitoramento da qualidade e integridade dos processos de gerenciamento de riscos e dos controles internos.

Composto por um membro independente, um membro externo escolhido pelos conselheiros deliberativos que representam a patrocinadora e um membro externo indicado pelos conselheiros deliberativos que representam os participantes ativos e assistidos, o Comitê de Auditoria é vinculado diretamente ao CD. Seus membros têm mandato de três anos, contados a partir de sua posse, e podem ser reconduzidos mais uma vez ao cargo. Além das reuniões ordinárias e extraordinárias previstas, o comitê deve reunir-se, no mínimo, semestralmente com o Conselho Deliberativo, com a Auditoria Interna, com a Gerência de Gestão de Riscos e Conformidade e com a Auditoria Independente; e, no mínimo, anualmente, com o Conselho Fiscal. Clique aqui para acessar o Regimento Interno do Comitê de Auditoria.

Membros

  • Antônio Martiningo Filho (coordenador)
  • César Geraldo Fucci
  • Evenilson de Jesus Balzer

 

Comitê de Investimentos de Assessora