Loading...
Skip to content
Empréstimos / Regras especiais
Empréstimos - Regras especiais

A Petros flexibilizou as regras de empréstimos para os participantes ativos, aposentados e pensionistas do Plano Petros do Sistema Petrobras-Repactuados (PPSP-R) e do Plano Petros do Sistema Petrobras-Não Repactuados (PPSP-NR) que vão contribuir para o equacionamento do déficit acumulado em 2015. Conheça as regras para suspensão temporária por seis meses e de refinanciamento da dívida por até 20 anos.

Suspensão temporária por 6 meses

Entre 1/3/2018 e 1/3/2019, é possível pedir a suspensão da cobrança das prestações de empréstimos no contracheque por um período fixo de seis meses. Esta medida foi adotada para que os participantes possam se adaptar às contribuições extras para o equacionamento.

Durante 12 meses, os participantes do PPSP-R e do PPSP-NR podem solicitar a suspensão temporária das prestações de empréstimo. A única exceção são os participantes pertencentes ao grupo dos Pré-70, que não podem suspender o pagamento dos empréstimos, porque não vão pagar contribuição extra para o equacionamento. Também não podem pedir a suspensão participantes que não estejam contribuindo para o equacionamento devido a uma decisão judicial.

A suspensão temporária do pagamento do empréstimo só vale para contratos solicitados até 28/2/2018. Também é necessário que ao menos uma parcela já tenha sido quitada pelo participante. Quem tiver mais de um contrato de empréstimo poderá suspender as prestações de apenas um deles, de alguns ou de todos.

Só será permitida uma suspensão para cada contrato de empréstimo. Além disso, enquanto pelo menos um dos contratos estiver com a cobrança suspensa, o participante não poderá solicitar um novo empréstimo, nem refinanciar ou renovar um contrato antigo.

Juros e correção referentes ao período de suspensão do pagamento serão somados ao saldo devedor, seguindo a taxa prevista no contrato. Para contratos dentro da reserva, a taxa é de 0,59% + IPCA ao mês. Para contratos acima da reserva, é de 0,90% + IPCA ao mês. Por isso, o participante deve avaliar com cautela se a suspensão temporária por seis meses é realmente necessária.

 

Como solicitar

Para pedir a suspensão temporária das cobranças, o participante deve clicar aqui. Em seguida, deve clicar no ícone "Empréstimos” e, depois, em "Condições Especiais para Público do Equacionamento”. A lista de todos os contratos de empréstimo do participante vai aparecer na tela. Basta selecionar um contrato, clicar em suspender e aguardar a mensagem “Confirmação de Suspensão", com o número do contrato escolhido. Se for necessário suspender as prestações de mais de um contrato, será preciso repetir a operação.

Quem esquecer matrícula e/ou senha, precisa clicar em "esqueci a matrícula" e/ou em "esqueci ou não tenho senha". Quem não tiver e-mail cadastrado na Petros, deve entrar em contato com a Central de Relacionamento (0800 025 35 45). A Central de Relacionamento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h. Mas a solicitação de suspensão pode ser feita no portal das 7h às 23h, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados.

 

Refinanciamento em até 240 meses

Entre 17/4/2018 e 17/4/2019, os participantes ativos, aposentados e pensionistas do PPSP-NR e do PPSP-R que estão contribuindo para o equacionamento poderão refinanciar seu empréstimo com a Petros e estender prazo de pagamento para até 20 anos — o dobro do tempo permitido normalmente. Assim como acontece em todas as demais operações de empréstimo da Petros – concessão, renovação, renegociação –, para haver o refinanciamento, o valor da prestação precisa estar enquadrado no limite de 30% da chamada de margem consignável.

Quem optar pelo refinanciamento pode fazer uma simulação dos prazos disponíveis e verificar o valor da nova prestação aqui no Portal Petros. O novo prazo de pagamento varia de acordo com a idade do participante e o período máximo é de 240 meses. O contrato refinanciado fica sujeito às mesmas taxas aplicadas ao contrato original, ou seja, juros de 0,59% + IPCA ao mês.

A renegociação só vale para créditos solicitados até 28 de fevereiro de 2018 na modalidade “Limitado à Reserva”. Quem tiver pedido suspensão do contrato dos pagamentos poderá solicitar o refinanciamento, mas só quando terminar o período de suspensão.
Como o refinanciamento é exclusivo para o público do equacionamento, ele não poderá ser solicitado pelo grupo Pré-70 nem por participantes que não estejam fazendo as contribuições extras devido a decisões judiciais.

 

Como solicitar

Para pedir o refinanciamento, o participante deve clicar aqui. Em seguida, deve ir para a seção "Empréstimos", depois, para "Solicitação de Empréstimo" e, em seguida, para "Condições Especiais para o Público do Equacionamento". A lista de todos os contratos de empréstimo do participante vai aparecer na tela. Basta selecionar o contrato, clicar em "Refinanciar", simular as condições possíveis e confirmar o refinanciamento. Se desejar refinanciar mais de um contrato, a operação deverá ser repetida.

Quem tiver esquecido matrícula e/ou senha, deve ir para "Esqueci a matrícula" e/ou "Esqueci ou não tenho senha". Se não possuir e-mail cadastrado na Petros, é necessário entrar em contato com a Central de Relacionamento (0800 025 35 45), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h.

 

Fundação Petrobras de Seguridade Social - Petros - CNPJ 34.053.942/0001-50

 Rua do Ouvidor, 98, Centro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil CEP 20040-030

 Central de Relacionamento: 0800 025 35 45 (dias úteis das 8h às 19h)

 Envie um e-mail