Loading...
Skip to content
A Petros / Histórico
Histórico

Década de 1960

O estudo saiu do papel e, em abril de 1969, a assembleia-geral de acionistas da Petrobras aprovou o projeto, delegando ao Conselho de Administração da companhia poderes especiais para aprovar o estatuto e o regulamento básico, o que aconteceu em outubro daquele ano.

Histórico (Década de 1960) - Na reunião que aprovou a criação da Petros, Daphnis Souto, mentor intelectual da Fundação, dá explicações à diretoria da Petrobras. Crédito: Acervo pessoal / Daphnis Souto

Na reunião que aprovou a criação da Petros, Daphnis Souto, mentor intelectual da Fundação, dá explicações à diretoria da Petrobras. Crédito: Acervo pessoal / Daphnis Souto

Década de 1970

A Petros foi criada em 31 de março de 1970 e, na mesma data, a primeira Diretoria Executiva tomou posse. O início oficial das atividades, no entanto, ocorreu no dia 1º de julho daquele ano. No mesmo mês, a Fundação pagou o seu primeiro benefício, um pecúlio por morte. Dois meses após iniciar suas atividades, mais de 29 mil empregados da Petrobras e da Petros estavam inscritos no plano.

Para os trabalhadores, o plano de previdência complementar se traduziu em uma renda complementar para o período da aposentadoria. Para as empresas, tornou-se uma importante ferramenta para atração e retenção de talentos e de valorização profissional.

A Petros é pioneira no que chamamos de multipatrocínio, ou seja, administra planos de diversas empresas. Foi uma necessidade que surgiu logo no início das operações para contemplar outras empresas do Sistema Petrobras. Petroquisa, Petrobras Distribuidora e Braspetro foram as primeiras a aderir ao Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP), que, em 2018, passou a se chamar Plano Petros do Sistema Petrobras-Não Repactuados (PPSP-NR) e deu origem também ao Plano Petros do Sistema Petrobras- Repactuados (PPSP-R). Assim, em 1972, o número de participantes já se aproximava dos 32 mil.

Antigo logo da Petros