Loading...
Skip to content
A Petros / Eleições

 

A Petros realiza, neste ano, eleição para a escolha de novos representantes dos participantes para o Conselho Deliberativo e para o Conselho Fiscal. O processo eleitoral foi iniciado com a publicação do edital, no dia 18/03, e se encerra com o período de votação, previsto para acontecer entre os dias 14 e 28/06, e a posterior divulgação dos eleitos.

Serão escolhidas duas duplas, de titular e suplente, sendo uma para o Conselho Deliberativo e, a outra, para o Conselho Fiscal, para mandato de quatro anos. Você pode conhecer a proposta de cada chapa e o currículo dos candidatos aqui nesta página.

Para oferecer mais informações sobre as chapas, criamos a seção Fala, candidato!, que divulgará conteúdos em texto e vídeo produzidos pelos próprios candidatos, dando mais transparência ao processo eleitoral.

Nesta eleição, as vagas são apenas para representantes dos participantes ativos, portanto, não há candidatos aposentados ou pensionistas. O voto, entretanto, é aberto a todos os participantes inscritos em planos da Petros até 28 de fevereiro de 2021.

Neste espaço, estão concentradas todas as notícias divulgadas sobre a eleição, além de documentos e outras informações referentes ao pleito. Sua participação é fundamental para o futuro da Petros.

 

  • Fala, candidato!

    Este espaço é dedicado à divulgação de materiais produzidos pelas chapas que disputam as eleições deste ano. Todos os textos e vídeos são de autoria e responsabilidade dos próprios candidatos.

    Conselho Fiscal

    Apresentação das chapas e suas propostas


    Conselho Deliberativo

    Apresentação das chapas e suas propostas

     

  • Conheça os candidatos ao Conselho Fiscal

    Conheça as três chapas que disputarão a eleição para o Conselho Fiscal, com um breve currículo de cada candidato e as propostas de trabalho. Todos os textos são de autoria e responsabilidade dos próprios candidatos.

    Chapa 41
    Buscaremos ajustar os processos de controle, transparência e responsabilização da Petros a fim de que os participantes tomem o controle de seu patrimônio, deixando de ficar à mercê das patrocinadoras, seus prepostos e toda incompetência e má‐fé denunciadas/constatadas.
    Vinícius Camargo - Titular

    Vinícius Camargo é Administrador de Empresas na Petrobrás desde 2002. É formado pela Universidade de Brasília (UNB) e se pós graduou em Gestão com ênfase em pessoas, pela Fundação Dom Cabral (PUC‐MG), e em Gerenciamento de Projetos, pela FIA‐USP. Já desempenhou as funções de Conselheiro Fiscal e de Administração em pequena instituição financeira, uma Cooperativa de Crédito de Trabalhadores. Trabalhou no RH Corporativo, com Benefícios, e no Gás e Energia, com gerenciamento e fiscalização de empreendimentos. Está em seu terceiro mandato no Sindipetro‐RJ/FNP.

    Rafael Prado - Suplente

    Rafael Prado é Técnico de Operação na Petrobrás desde 2007 e Advogado. Possui formação de nível técnico em Eletroeletrônica e superior em Administração de Empresas e Direito pela Universidade Paulista (UNIP). De janeiro de 2007 até abril de 2016 fez parte da equipe da Transferência e Estocagem na REVAP. Desde 2016 participa da gestão do Sindipetro‐SJC, primeiro como Vice‐Presidente e, desde setembro de 2017, como Presidente da entidade. Atua no departamento administrativo/financeiro e na coordenação do departamento jurídico. Além de exercer a função de secretário de comunicação da Federação Nacional dos Petroleiros.

    Chapa 42
    Fiscalizar as atividades e os atos dos administradores de forma a garantir o cumprimento das normas legais e estatutárias com transparência e integridade, interagindo com o público de interesse, principalmente os participantes (Ativos/Assistidos) objetivando aprimorar o controle.
    Wander Marcelino - Titular

    Wander Marcelino, Empregado PETROBRAS desde 1987. Bel. em Contábeis, formado pela PUC-MG, Pós- Graduado em Gestão Contábil pelo IBMEC, Pós-graduado em Direito do Petróleo, Gás e Energia – UCAM-RJ (UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES). Na Petrobras foi Coordenador de Auditoria (2000 a 2005), Coordenador e Gerente de Controles Internos (2006 a 2014), participou da implementação da SOX de processos das Áreas Financeira (Finanças, Tributário e Contabilidade), RH e Jurídica. Atuou no Jurídico no processo de controle e gestão do Contencioso e, desde 2019, atua como auditor de E&P, na Gerência de Auditoria de UPSTREAM.

    Hélio Domingues - Suplente

    Hélio Domingues, Empregado da Petrobras desde 1986, Engenheiro Mecânico formado pela Universidade Federal Fluminense, Pós-Graduado em Finanças pelo IBMEC e em Gestão pela Fundação Dom Cabral. Na Petrobras trabalhou no E&P, Engenharia e, a partir de 1995, no Refino, onde ocupou os cargos de Gerente de Desenvolvimento de Processos e Produtos, Planejamento de Refino, Engenharia de Produto e Transferência e Estocagem. Coordenou a área de Gás Química do Refino e atualmente é Consultor de Gestão de Demandas e Orçamentos.

    Chapa 43
    Fiscalizaremos os atos administrativos, os controles internos e os pareceres das demonstrações contábeis. Buscar minimizar os riscos e propor soluções consistentes na administração financeira da Fundação e dos Planos, prestando conta aos participantes da Petros com transparência.
    Felipe Grubba - Titular

    Felipe Grubba, Empregado da Transpetro desde maio de 2008 estive lotado no Terminal de Guararema na extinta gerencia de gasodutos, posteriormente transferido para a gerência de Segurança no Escritório da Transpetro em São Paulo. Em outubro de 2009 passei a integrar a Direção do Sindipetro SP, atuando neste período na coordenação da secretaria do jurídico, de administração e finanças e atualmente coordenando a Regional São Paulo. Com experiência em negociações coletivas, aos 36 anos de idade, atua em defesa dos petroleiros e petroleiras tanto dentro da empresa, quanto no âmbito sindical

    Luiz Mario - Suplente

    Luiz Mario, 53 anos, Técnico Industrial em Edificações e Prof. Em Construção Civil, ambos cursados no CEFET RJ, 35 anos de profissão sendo 14 anos na Petrobrás. TPCM Pleno exercendo as funções de fiscal de campo, contrato, gerente de contrato em diversas unidades da empresa pelo Brasil, auditor em Mov. De Carga e Civil, professor na Universidade Petrobrás em Fiscalização de Contratos, Construção Civil, Movimentação de Carga. Militante desde estudante do CEFET-RJ, representante dos trabalhadores eleito na Fed. Nacional dos Técnicos, FNP e no SindipetroRJ de junho de 2007 a 8 de março de 2021.

     

  • Conheça os candidatos ao Conselho Deliberativo

    Conheça as quatro chapas que disputarão a eleição para o Conselho Deliberativo, com um breve currículo de cada candidato e as propostas de trabalho. Todos os textos são de autoria e responsabilidade dos próprios candidatos.

    Chapa 51
    Atuar com uma visão profissional e criteriosa, na gestão da PETROS - seja de seu futuro, seja na de seu passado, para as devidas recomposições de perdas - com muita transparência, visando fortalecer a sua imagem para que alcance sua missão e haja cuidado efetivo com nossos futuros.
    Fernando Sá - Titular

    Fernando de Castro Sá, advogado, vivência nas áreas Jurídica e Administrativa. Formado há 34 anos dos quais 27 atuando na Petrobras. Conselheiro em empresas petroquímicas. Atuação nas áreas jurídica, bancária, industrial, tecnológica e comercial. Gerenciamento de pessoas e projetos. Relacionamento com entes estrangeiros. Atuação na área educacional corporativa e acadêmica, professor/palestrante convidado em eventos nacionais e internacionais, no país e exterior. Vice-coordenador da Comissão de Segurança de Produtos da ABIQUIM.

    Maldonado - Suplente

    Maldonado, formado em Engenharia Civil pela UFRGS e Direito pela UNESA. 32 anos de experiência na área de Portos, Terminais e Dutos; Shipping, Estratégia, Mercado, Planejamento Orçamentário, Gestão de Portfolio, Organização, Transformação Digital e Direito Portuário. Docente nas áreas técnicas de Portos e Terminais, bem como Direito Portuário. Representação internacional como membro de board em entidades como OCIMF [Reino Unido] e SLOM [Colômbia], bem como delegado da ARPEL [Uruguai]. Experiência de mais de uma década como conselheiro eleito da ABTP [Brasília].

    Chapa 52
    Cobrar as dívidas da Petrobrás com os PPSPs. Melhorar o atendimento para aos aposentados/pensionistas. Redução dos custos administrativos. Governança e transparência para participantes e assistidos. Eleições para diretores. Responsabilizar a Petrobrás pelos prejuízos na Petros.
    Marcos André - Titular

    Marcos André, Téc. de Suprimento de Bens e Serviços da Petrobrás-2006; Contador e advogado ambas as graduações pela UFBA; Certificado - Profissional ANBIMA Série 20 - CPA 20; suplente do Conselho Fiscal (2013- 2017) e do Conselho Deliberativo (2017-2021), com experiência e conhecimento, vem colaborando na defesa de uma governança na Petros para ativos, aposentados e pensionistas; diretor de Comunicação da AEPET-BA (2017-2020) e presidente da AEPET-BA (2021-2024). Tem Petros-2. Defende responsabilizar a Petrobrás pelos déficits da Petros que causaram o PED por erros na fiscalização e supervisão.

    Adaedson - Suplente

    Adaedson, 47 anos, Tecnico de Operações, Advogado, Pós-graduado direito e Processo do Trabalho, Coordenador Geral do Sindipetro LP desde 2015, Secretário Geral da Federação Nacional dos Petroleiros desde 2016, Diretor Juridico do Cepe Clube 2004 de Santos, já trabalhou como vendedor ambulante, autônomo e comerciário, vem se destacando pelas organizações das lutas travadas em defesa da categoria Petroleira em seus diversos seguimentos, sempre defendendo o trabalhador.

    Chapa 53
    Pela diminuição dos valores do PED utilizando os superávits obtidos. Aumentar a participação do participante no dia a dia do plano através da implantação de comitês gestores e cobrar melhor atendimento e respeito aos petroleiros e petroleiras que confiam o seu dinheiro à Petros
    Rafael Crespo - Titular

    Rafael Crespo, Empregado da Petrobrás lotado em Macaé desde 2006, sempre atuando na fiscalização e auditoria de contratos. Formando em Big Data e Inteligência Analítica, com diversas especializações na área da previdência complementar, como governança corporativa, Comunicação, Investimentos e Gestão baseada em riscos, controles internos e auditoria, já certificado pelo ICSS (Instituto de Certificação dos Profissionais de Seguridade Social). Com experiência em negociações corporativas, aos 34 anos de idade, atua em defesa dos petroleiros tanto dentro da empresa, quanto no âmbito institucional.

    Anselmo Braga - Suplente

    Anselmo Braga, graduando em Administração Pública, empregado da Petrobras desde 2002, lotado na Refinaria Gabriel Passos, eleito representante dos trabalhadores no Sindipetro-MG e posteriormente coordenador geral da entidade, sempre atuando fortemente na defesa dos direitos dos trabalhadores da ativa, aposentados e pensionistas junto à Petrobrás. Com experiência em mesa de negociação, aos 41 anos, tanto com a empresa quanto com outras instituições, conseguimos resistir aos mais duros ataques.

    Chapa 54
    Compromisso e visão apartidária para representar os interesses dos participantes ativos e assistidos nas alterações estatutárias e de regulamentos, política de investimentos e nomeações da diretoria. Uma Petros para todos e todas.
    Leonardo Freitas - Titular

    Leonardo Freitas (Titular), empregado BR Distribuidora desde 1986, Técnico de Contabilidade, Bacharel em Economia, Bacharel em Direito, com experiência nas aéreas Financeira, Contábil, Fiscal e Jurídica, Pós-graduado em Direito do Trabalho, Dirigente Sindical.

    Patricia Flister - Suplente

    Patricia Flister (Suplente), empregada da Liquigás Distribuidora desde 1997, Bacharel em Psicologia, Pós-graduada em Recursos Humanos, com experiência em Gestão de Pessoas, benefícios, Previdência social e complementar, Representante da Petros por 12 anos enquanto cedida à Petrobras Distribuidora, Dirigente Sindical.

  • Notícias
  • Calendário eleitoral
    Calendário eleitoral
    18/03 Publicação do Edital de Convocação das Eleições
    18/03 a 01/04 Inscrição dos candidatos
    05/04 Avaliação e divulgação dos inscritos
    05/04 a 09/04 Pedidos de impugnação
    Até 13/04 Avaliação dos pedidos e comunicação dos impugnados
    14/04 a 18/04 Prazo para defesa dos impugnados
    19 e 20/04 Avaliação e divulgação dos candidatos
    20/04 início do período de campanha
    27/04 a 13/06 Envio de material de votação para os eleitores
    14/06 a 28/06 Período de votação
    24 e 25/06 Credenciamento de fiscais para apuração
    28/06 Apuração dos votos
    28 e 29/06 Divulgação dos resultados
  • O que é Conselho Deliberativo?

    O Conselho Deliberativo é o órgão máximo de governança da Petros, responsável pela definição da política geral de administração da Fundação e de seus planos. Cabe a ele decidir sobre temas como política de investimentos, estatuto, regulamento de planos, planejamento estratégico e aprovação das demonstrações contábeis, entre outros.

    Quem faz parte do Conselho?

    O Conselho Deliberativo é composto por seis membros titulares e seus suplentes, sendo metade indicada por patrocinadoras, e a outra metade escolhida pelos participantes ativos, aposentados e pensionistas, em eleição direta.

    Qual a duração dos mandatos?

    Os membros titulares e respectivos suplentes têm mandato de quatro anos, com uma recondução permitida.

  • O que é Conselho Fiscal?

    O Conselho Fiscal é o órgão de controle interno da Petros, responsável pela fiscalização da gestão administrativa e econômico-financeira da Fundação. Cabe ao Conselho, entre outras funções, examinar os balancetes mensais e emitir pareceres sobre as demonstrações contábeis anuais, emitir relatório de controles internos, fiscalizar os atos dos administradores, acompanhar periodicamente o Programa de Investimentos da Petros e informar eventuais irregularidades, dentre outros.

    Quem faz parte do Conselho?

    O Conselho Fiscal é composto por quatro conselheiros titulares e seus respectivos suplentes, sendo dois indicados por patrocinadoras, e os outros dois eleitos pelos participantes ativos e assistidos em eleição direta.

    Qual a duração dos mandatos?

    Os membros titulares e respectivos suplentes têm mandato de quatro anos, sem recondução.

  • Quando e como votar?

    O período de votação começa às 9h do dia 14 de junho e se estende por duas semanas, até as 17h do dia 28 de junho, exclusivamente por canais digitais – aplicativo e Portal Petros – e por telefone. As informações detalhadas sobre o procedimento do voto, junto com o número de telefone, serão divulgadas aqui.

  • Quem pode votar?

    Todos os participantes, ativos e assistidos, que estavam inscritos na Petros até o dia 28 de fevereiro de 2021, desde que estejam em gozo dos seus direitos estatutários. Cada eleitor poderá votar apenas uma vez, independentemente do número de benefícios que receber da Fundação. Tutores e curadores também têm direito ao voto.

  • Comissão Eleitoral

    A Comissão Eleitoral é responsável pela condução do processo de escolha de novos representantes para o Conselho Deliberativo e para o Conselho Fiscal. Ela é formada por oito representantes, com seus respectivos suplentes, sendo a metade indicada pela Petros e a outra parte, por sindicatos e associações.

    Quem são os membros da Comissão?

    Os nomes aprovados pela Diretoria Executiva da Petros para a Comissão Eleitoral deste ano, pela Fundação, são: Maria de Fátima de Rezende Gonçalves Courtois (Secretaria Executiva), Roberto Esteves Sixel de Oliveira (Gerência Jurídica e de Compliance), Alessandra de Paula Gouvêa (Gerência de Relacionamento com Participantes, Patrocinadores e Instituidores) e Fellipe Müller Barboza Correia (Gabinete da Diretoria), que presidirá o coletivo. Os suplentes são, respectivamente, Denise Cordeiro Cruz Lima (Secretaria Executiva), Carlos Alexandre Pereira Dias (Gerência Jurídica e de Compliance), Adriana Cardoso de Santa Maria (Gerência de Relacionamento com Participantes, Patrocinadores e Instituidores) e Bruno Menezes Pinto Damasceno (Diretoria de Riscos, Administração e Finanças).

    Pelas associações e sindicatos, foram indicados Pedro da Cunha Carvalho (Ambep), Francisco Antonio de Oliveira Santos da Silva (Sindipetro-NF), Elizabete de Jesus Sacramento (Sindipetro-BA) e Silvio Sinedino Pinheiro (Sindipetro-RJ). Os suplentes são Alfredo Salles (Ambep), Antonio Alves da Silva (Sindipetro-NF), David Gomes Leal (Sindipetro-BA) e Ivan Luiz de Andrade (Sindipetro-RJ).

    Quais as competências da Comissão Eleitoral?

    1. orientar e conduzir o processo eleitoral, atuando como órgão disciplinador e decisório, podendo, para tanto, baixar resoluções;
    2. atuar como órgão fiscalizador para assegurar a legitimidade e a moralidade do processo eleitoral, a isonomia entre os candidatos e o cumprimento das normas eleitorais, deliberando inclusive sobre eventual pedido de candidato quanto ao acompanhamento de todas as fases do processo eleitoral;

    3. elaborar e cumprir o calendário, observados os prazos estabelecidos em regulamento para as diversas fases do processo eleitoral;

    4. preparar a documentação a ser utilizada no processo eleitoral;

    5. proceder ao exame dos requisitos a serem observados pelos candidatos a conselheiro, inclusive decidindo a respeito de eventuais impugnações e recursos contra impugnações;
    6. dar publicidade ao processo eleitoral, em todas as suas fases;

    7. promover a apuração geral dos votos;

    8. credenciar, dentre os eleitores, os fiscais indicados pelos candidatos, para desempenharem a referida função, pautada no respeito pessoal, na ética e no bom senso;

    9. divulgar o resultado da eleição e encaminhar o nome dos eleitos à Diretoria Executiva para homologação e envio à Secretaria Executiva para providenciar a posse;

    10. deliberar sobre os casos omissos no regulamento eleitoral.
  • Documentos relacionados ao processo eleitoral

 

 

Fundação Petrobras de Seguridade Social - Petros - CNPJ 34.053.942/0001-50

 Rua do Ouvidor, 98, Centro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil CEP 20040-030

 Central de Relacionamento: 0800 025 35 45 (dias úteis das 8h às 19h)

 Envie um e-mail