Loading...
Skip to content
A Petros / Eleições


A chapa 51, formada pelos participantes ativos Fernando Sá e Luciano Maldonado, foi eleita para o Conselho Deliberativo, com 10.055 votos. Para o Conselho Fiscal, foram eleitos os participantes ativos Wander Marcelino e Hélio Domingues, da chapa 42, com 11.608 votos. Os nomes dos eleitos, que terão mandato de quatro anos, serão encaminhados à Diretoria Executiva para homologação e à Secretaria Executiva, que providenciará a posse, após a emissão do atestado de habilitação pela Previc.

Foram registrados 29.671 votos, o que representa 22,38% do total de eleitores. Do total de votantes, 28.342 participantes votaram pela internet (aplicativo e Portal Petros) e 1.329 votaram por telefone. O período de votação começou no dia 14/06 e terminou no dia 28/06. Todos os participantes ativos e assistidos inscritos na Petros até o dia 28/02/2021 e no gozo de seus direitos estatutários puderam votar.


Eleição para o Conselho Fiscal
Número da chapa Nome dos candidatos Total de votos
41 Vinícius Camargo e Rafael Prado 8.007
42 Wander Marcelino e Hélio Domingues 11.608
43 Felipe Grubba e Luiz Mario 9.232
Brancos - 414
Nulos - 410

Eleição para o Conselho Deliberativo
Número da chapa Nome dos candidatos Total de votos
51 Fernando Sá e Luciano Maldonado 10.055
52 Marcos André e Adaedson Costa 7.601
53 Rafael Crespo e Anselmo Braga 8.810
54 Leonardo Freitas e Patricia Flister 2.559
Brancos - 334
Nulos - 312

Clique aqui para conferir o número de votos e o percentual de votação por estado. E para acessar o relatório completo, segregado por estados e canais de votação, clique aqui.


  • Debates eleitorais

    • Debate entre os candidatos ao Conselho Fiscal

     

    • Debate entre os candidatos ao Conselho Deliberativo
  • Fala, candidato!

    Este espaço é dedicado à divulgação de materiais produzidos pelas chapas que disputam as eleições deste ano. Todos os textos e vídeos são de autoria e responsabilidade dos próprios candidatos.

    Conselho Fiscal

     

    • Conheça as propostas para acompanhamento das auditorias

    • Conheça as propostas para gestão de riscos e controles

    • Conheça as propostas para transparência na gestão

     

    Conselho Deliberativo

     

    • Conheça as propostas para transparência na gestão

    • Conheça as propostas para gestão de investimentos

    • Conheça as propostas para o equacionamento
  • Conheça os candidatos ao Conselho Fiscal

    Conheça as três chapas que disputarão a eleição para o Conselho Fiscal, com um breve currículo de cada candidato e as propostas de trabalho. Todos os textos são de autoria e responsabilidade dos próprios candidatos.

    Chapa 41
    Buscaremos ajustar os processos de controle, transparência e responsabilização da Petros a fim de que os participantes tomem o controle de seu patrimônio, deixando de ficar à mercê das patrocinadoras, seus prepostos e toda incompetência e má‐fé denunciadas/constatadas.
    Vinícius Camargo - Titular

    Vinícius Camargo é Administrador de Empresas na Petrobrás desde 2002. É formado pela Universidade de Brasília (UNB) e se pós graduou em Gestão com ênfase em pessoas, pela Fundação Dom Cabral (PUC‐MG), e em Gerenciamento de Projetos, pela FIA‐USP. Já desempenhou as funções de Conselheiro Fiscal e de Administração em pequena instituição financeira, uma Cooperativa de Crédito de Trabalhadores. Trabalhou no RH Corporativo, com Benefícios, e no Gás e Energia, com gerenciamento e fiscalização de empreendimentos. Está em seu terceiro mandato no Sindipetro‐RJ/FNP.

    Rafael Prado - Suplente

    Rafael Prado é Técnico de Operação na Petrobrás desde 2007 e Advogado. Possui formação de nível técnico em Eletroeletrônica e superior em Administração de Empresas e Direito pela Universidade Paulista (UNIP). De janeiro de 2007 até abril de 2016 fez parte da equipe da Transferência e Estocagem na REVAP. Desde 2016 participa da gestão do Sindipetro‐SJC, primeiro como Vice‐Presidente e, desde setembro de 2017, como Presidente da entidade. Atua no departamento administrativo/financeiro e na coordenação do departamento jurídico. Além de exercer a função de secretário de comunicação da Federação Nacional dos Petroleiros.

    Chapa 42
    Fiscalizar as atividades e os atos dos administradores de forma a garantir o cumprimento das normas legais e estatutárias com transparência e integridade, interagindo com o público de interesse, principalmente os participantes (Ativos/Assistidos) objetivando aprimorar o controle.
    Wander Marcelino - Titular

    Wander Marcelino, Empregado PETROBRAS desde 1987. Bel. em Contábeis, formado pela PUC-MG, Pós- Graduado em Gestão Contábil pelo IBMEC, Pós-graduado em Direito do Petróleo, Gás e Energia – UCAM-RJ (UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES). Na Petrobras foi Coordenador de Auditoria (2000 a 2005), Coordenador e Gerente de Controles Internos (2006 a 2014), participou da implementação da SOX de processos das Áreas Financeira (Finanças, Tributário e Contabilidade), RH e Jurídica. Atuou no Jurídico no processo de controle e gestão do Contencioso e, desde 2019, atua como auditor de E&P, na Gerência de Auditoria de UPSTREAM.

    Hélio Domingues - Suplente

    Hélio Domingues, Empregado da Petrobras desde 1986, Engenheiro Mecânico formado pela Universidade Federal Fluminense, Pós-Graduado em Finanças pelo IBMEC e em Gestão pela Fundação Dom Cabral. Na Petrobras trabalhou no E&P, Engenharia e, a partir de 1995, no Refino, onde ocupou os cargos de Gerente de Desenvolvimento de Processos e Produtos, Planejamento de Refino, Engenharia de Produto e Transferência e Estocagem. Coordenou a área de Gás Química do Refino e atualmente é Consultor de Gestão de Demandas e Orçamentos.

    Chapa 43
    Fiscalizaremos os atos administrativos, os controles internos e os pareceres das demonstrações contábeis. Buscar minimizar os riscos e propor soluções consistentes na administração financeira da Fundação e dos Planos, prestando conta aos participantes da Petros com transparência.
    Felipe Grubba - Titular

    Felipe Grubba, Empregado da Transpetro desde maio de 2008 estive lotado no Terminal de Guararema na extinta gerencia de gasodutos, posteriormente transferido para a gerência de Segurança no Escritório da Transpetro em São Paulo. Em outubro de 2009 passei a integrar a Direção do Sindipetro SP, atuando neste período na coordenação da secretaria do jurídico, de administração e finanças e atualmente coordenando a Regional São Paulo. Com experiência em negociações coletivas, aos 36 anos de idade, atua em defesa dos petroleiros e petroleiras tanto dentro da empresa, quanto no âmbito sindical

    Luiz Mario - Suplente

    Luiz Mario, 53 anos, Técnico Industrial em Edificações e Prof. Em Construção Civil, ambos cursados no CEFET RJ, 35 anos de profissão sendo 14 anos na Petrobrás. TPCM Pleno exercendo as funções de fiscal de campo, contrato, gerente de contrato em diversas unidades da empresa pelo Brasil, auditor em Mov. De Carga e Civil, professor na Universidade Petrobrás em Fiscalização de Contratos, Construção Civil, Movimentação de Carga. Militante desde estudante do CEFET-RJ, representante dos trabalhadores eleito na Fed. Nacional dos Técnicos, FNP e no SindipetroRJ de junho de 2007 a 8 de março de 2021.

     

  • Conheça os candidatos ao Conselho Deliberativo

    Conheça as quatro chapas que disputarão a eleição para o Conselho Deliberativo, com um breve currículo de cada candidato e as propostas de trabalho. Todos os textos são de autoria e responsabilidade dos próprios candidatos.

    Chapa 51
    Atuar com uma visão profissional e criteriosa, na gestão da PETROS - seja de seu futuro, seja na de seu passado, para as devidas recomposições de perdas - com muita transparência, visando fortalecer a sua imagem para que alcance sua missão e haja cuidado efetivo com nossos futuros.
    Fernando Sá - Titular

    Fernando de Castro Sá, advogado, vivência nas áreas Jurídica e Administrativa. Formado há 34 anos dos quais 27 atuando na Petrobras. Conselheiro em empresas petroquímicas. Atuação nas áreas jurídica, bancária, industrial, tecnológica e comercial. Gerenciamento de pessoas e projetos. Relacionamento com entes estrangeiros. Atuação na á