Loading...
Skip to content
A Petros / Diretoria Executiva
Diretoria Executiva

A Diretoria Executiva é a responsável pela administração da Petros. Deve seguir as políticas e diretrizes aprovadas pelo Conselho Deliberativo e a legislação vigente.

Atribuições

A Diretoria Executiva determina o que é preciso para a realização das atividades técnicas e administrativas da Fundação, elabora o orçamento anual, suas revisões e alterações; aprova contratos, acordos e convênios; apresenta as demonstrações contábeis; encaminha às patrocinadoras informações para supervisão e fiscalização sistemática dos planos; e elabora o plano de custeio dos planos de benefícios, suas políticas de investimentos e proposta de aplicação de recursos, que posteriormente são apreciados pelo Conselho Deliberativo.

Como é formada

A Diretoria Executiva é composta por quatro membros: um presidente e três diretores (Investimentos, Seguridade e Administrativo e Financeiro). Dois deles podem ser designados entre não participantes dos planos de benefícios administrados pela Petros. Os outros dois precisam ser participantes ou assistidos com mais de dois anos consecutivos de contribuição à Fundação. Todos os membros da Diretoria Executiva precisam ser aprovados pelo Conselho Deliberativo antes de assumir o cargo. Seu mandato pode ser renovado anualmente, sempre na reunião do Conselho Deliberativo que aprova as demonstrações contábeis anuais.

O que faz o presidente?

O presidente é quem dirige e coordena a Diretoria Executiva e a Petros como um todo. É ele quem representa a Fundação, fiscaliza e supervisiona a execução das atividades e das decisões tomadas pelo Conselho Deliberativo e pela Diretoria Executiva. O presidente também manda verificar o cumprimento dos atos normativos; fornece aos presidentes dos conselhos Deliberativo e Fiscal informações necessárias ao desempenho de suas atribuições, assim como envia às autoridades competentes as informações que forem solicitadas.

O que fazem os diretores?

Além das atribuições e responsabilidades que assumem como membros da Diretoria Executiva, na qual têm voto pessoal, os diretores são os gestores máximos de suas áreas de atividade — Investimentos, Seguridade e Administrativa e Financeira.

São responsáveis por todos os processos operacionais e por assegurar que atividades sejam realizadas de acordo com a legislação e com normativos internos. Também monitoram, registram e corrigem eventuais desvios decorrentes de descumprimento da legislação e/ou regulamentação interna, ou de procedimentos determinados pela gestão de riscos ou auditoria. Mensalmente, apresentam à Diretoria Executiva relatório sobre os atos de gestão praticados.

A Diretoria de Investimentos é a responsável por gerir todos os investimentos dos planos de benefícios da Petros, decidindo, por exemplo, onde e quando aplicar e desaplicar os recursos.

A Diretoria de Seguridade cuida dos planos administrados pela Fundação, apresenta os cálculos atuariais, concede e paga benefícios, zela pelo atendimento aos participantes e pelo cadastro.

A Diretoria Administrativa e Financeira gere o funcionamento da Petros, cuida do orçamento, administra contratos com fornecedores, concede empréstimos e elabora as demonstrações contábeis.

A Diretoria Executiva

Diretoria Executiva - Henrique Trinckquel (Diretor Administrativo e Financeiro)Presidente
Bruno Dias

Formado em Direito pela PUC-Rio, com mestrado, também em Direito, pela London School of Economics and Political Science (LSE) possui ampla experiência em previdência complementar. Foi diretor de Seguridade e Jurídico da Fapes, fundo de pensão do BNDES, onde também ocupou interinamente o cargo de diretor-superintendente. Ainda na Fapes, foi chefe do Departamento Jurídico e membro titular do Conselho Deliberativo. Profissional de carreira do BNDES, Bruno Dias trabalhou como assessor da presidência da instituição e também atuou por seis anos na Consultoria Jurídica Internacional do banco, exercendo atividades de estruturação de operações de emissões de títulos do BNDES no mercado internacional e de project e corporate finance, envolvendo instituições de crédito ou empresas estrangeiras. O trabalho também envolvia a negociação de investimentos e elaboração de contratos com bancos de desenvolvimento internacionais, como Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento e China Development Bank. Antes de chegar à Petros, o executivo ocupava o cargo de diretor da Superintendência de Seguros Privados (Susep).

 

Diretoria Executiva - Henrique Trinckquel (Diretor Administrativo e Financeiro)Diretor Administrativo e Financeiro
Henrique Trinckquel

Formado em Economia pela PUC-RJ, tem MBA em Finanças e Investimentos pela Universidade George Washington (EUA), pós-graduação em Análise Financeira e certificação CFA Charterholder (Chartered Financial Analyst Program), mundialmente reconhecida no mercado financeiro e de investimentos. Com ampla experiência nas áreas administrativa e financeira, Trinckquel trabalhou por mais de dez anos na Petrobras, tendo sido aprovado em primeiro lugar no concurso da Companhia em 2005. Desde então, assumiu diversos cargos na Companhia, entre eles o de diretor Administrativo e Financeiro da Petrobras Biocombustível. Fora do sistema Petrobras, também exerceu função gerencial no Banco Modal, Globalvest Asset Management, Pictet Modal Asset Management. O executivo também atuou no exterior, com passagens pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, em Washington, e Pictet&Cie Banquiers, em Londres.

 

Diretoria Executiva - Alexandre Mathias (Diretor de Investimentos)Diretor de Investimentos
Alexandre Mathias

Doutorando, mestre e bacharel em Economia pela Universidade de Campinas, Fundação Getulio Vargas – com Master Exchange Program, pela ESSEC-Paris –, e Universidade de São Paulo, respectivamente, possui ampla experiência em gestão de ativos, inclusive com atuação em portfólios de fundos de pensão. Trabalhou de 2012 a abril de 2019 na Bradesco Asset Management (BRAM), onde foi superintendente de Indexados e Asset Allocation e superintendente de Desenvolvimento de Produtos e Negócios. Anteriormente, foi diretor de Gestão e Distribuição de Mandatos Exclusivos do Itaú Asset Management e diretor de Renda Fixa e Pesquisa Macroeconômica do Unibanco Asset Management (UAM). É formado também em Administração Pública, pela FGV, e possui experiência acadêmica, tendo sido professor de Econometria e Economia Internacional nas Faculdades Anhembi-Morumbi.

 

Diretoria Executiva - Flavio Castro (Diretor de Seguridade)Diretor de Seguridade
Flavio Castro

Formado em Ciências Atuariais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é pós-graduado em Atuária pela Escola Nacional de Seguros (Funenseg/UFRJ) e possui MBA em Gestão de Negócios pelo Ibmec. Com mais de 15 anos de experiência em atuária, foi sócio da Consultoria Atuarial Atuas - Atuários Associados, empresa com expertise em desenvolvimento e acompanhamento de planos de benefícios para diversos clientes. De 2008 a 2012, foi diretor do Instituto Brasileiro de Atuária. De 2012 até sua entrada na Petros como diretor de Seguridade, em dezembro de 2016, atuou como presidente do Instituto Brasileiro de Atuária. Atualmente é coordenador da Comissão Técnica Sudeste de Planos Previdenciários da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp).

 

Clique aqui e acesse o Regimento Interno da Diretoria Executiva

 

O papel da Secretaria Executiva

A Secretaria Executiva está diretamente subordinada à Presidência e tem como principal função gerir o relacionamento entre os conselhos Deliberativo, Fiscal e a Diretoria Executiva, a partir de um fluxo integrado de informações e apoio direto nas atividades relacionadas ao processo de governança e gestão informacional da Petros, assegurando a integridade, confidencialidade, disponibilidade e segurança das informações. É dividida em dois setores e uma célula:

O Setor de Governança assegura o fluxo adequado de informações e documentos para a Diretoria Executiva, prestando assessoramento ao processo decisório do colegiado, bem como, coordenando a integração entre o órgão e agentes externos.

O Setor de Gestão e Segurança Informacional garante a gestão e segurança informacional da Petros visando assegurar o fluxo, a guarda e o acesso às informações, mantendo a integridade e segurança do patrimônio documental, de forma confiável, segura e contínua.

A Célula de Relacionamento com os conselhos Deliberativo, Fiscal e comitês assegura o fluxo adequado de informações e documentos, prestando suporte e assessoramento ao processo decisório dos conselhos Deliberativo, Fiscal e comitês de assessoramento ao Conselho Deliberativo.

 

Fundação Petrobras de Seguridade Social - Petros - CNPJ 34.053.942/0001-50

 Rua do Ouvidor, 98, Centro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil CEP 20040-030

 Central de Relacionamento: 0800 025 35 45 (dias úteis das 8h às 19h)

 Envie um e-mail